O silêncio e palavra…

 
«Existe um silêncio ignóbil na ordem social, na ordem pública e na ordem privada, lentos segredos de cliques, segredos de família, coisas que ninguém ousa dizer e que deterioram, que infectam as relações. Mas também existe quem envenene o silêncio, tal como existe quem envenene as fontes. E cada um de nós é chamado  a libertar os batalhões de rancores, os batalhões de ressentimentos, os batalhões de reprovações malignas, a desmontar a maldição, a raiva, a guerra que dentro de nós habitam.  Arrancar o seu garrote do silêncio, arrancar a sua mordaça ao silêncio.
(…)
Saibamos então romper esse silêncio, como corto o pão, obra de amor e de libertação, saibamos furar o absesso, fazer falar o que o mutismo ata de pés e mãos, entrar na partilha, encontrar as palavras para confrontar a angústia e o escândalo, quando chegar a hora de falar.
Esse negro silêncio que paira sobre a terra tem um corolário, é a palavra entravada, é o blá-blá. Contrariamente ao que pensamos muitas vezes, a palavra não é o contrário do silêncio, é a parte audível do silêncio.
(…)
As palavras tornam o silêncio visível e sensível, elas estruturam-no
.
Christiane Singer, in ” O Lado Positivo das Crises”, pag 98
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas . ligação permanente.

12 respostas a O silêncio e palavra…

  1. Vicente diz:

    muito bom texto:-) não conhecia! aprender até morrer.

  2. Gostei imenso deste post, Isabel! Já tinha pensado neste assunto, sabe? Não tenho dúvidas de que, muitas vezes, as palavras são a parte audível do mais denso e terrível dos silêncios!
    Abraço grande!

    • é verdade Maria João… como as palavras são importantes e como é importante termos cuidado com elas… ou cuidar delas com todo o carinho que merecem…para fazermos chegar aos outros aquilo que efectivamente queremos! Ou que valha de alkguma forma “a pena”!
      Abraço, poeta!
      Isabel

  3. Joana diz:

    Olá Isabel, boa noite

    Hoje venho aqui para a cumprimentar, deixando um beijinho. Votos de bom final de semana.

    • Querida Joana… sinto tanta ternura nas suas palavras… obrigada.
      Desculpe só agora responder mas tenho andado assoberbada em mil afazeres loucos… os que a profissão exige, os que a vida pede…
      …mas acredite que não me esqueço.
      um beijinho, carinhoso também, a desejar-lhe tudo de bom… e a continuação dessa sensibilidade que tanto lhe dá e tanto nos dá também.
      Sempre,
      Isabel

  4. lucilia sousa diz:

    Boa Tarde Isabel

    Gostei muito « como as palavras são importantes e o cuidado que devemos ter com elas e termos o devido cuidado para as fazer chegar aos outros»
    São tantos os momentos que reflito sobre isto , mas às vezes somos mal entendidas………………….

    Beijinhos
    Lucilia

    • Minha querida…
      … ah, as palavras e o tanto de bom e de menos bom que podemos fazer com elas… as palavras doces, verdadeiras… as duras, dolorosas… e as palavras ambíguas e as certeiras… e mais todas aquelas com um conteúdo que vai muito para além delas!…
      …por vezes não nos entendem, é certo… mas vale sempre a pena pensar nelas e usá-las de forma benéfica, construtiva, positiva e verdadeira… e depois, respeitar os silêncios, que, como na música, nos permitem enriquecer o que dizemos, acrescentar o que não conseguimos dizer… mas dar sempre com elas um pedaço de nós…, tantas vezes enorme!
      Neste momento queria dizer-lhe muitas, muitas palavras que lhe fizessem bem, que a ajudassem, que lhe dessem alento! Coragem, sei que tem.! Mas tudo leva o seu tempo. De qualquer forma aqui ficam estas palavras. Estas hoje. Outras, amanhã.
      Com um profundo carinho e muita amizade, a desejar-lhe tudo de melhor…
      Sempre,
      Isabel

  5. Oi Isabel!
    A palavra é o meio de comunicação, mais usual.
    Muitas são as que queremos ouvir, as que nos fazem falta é o afago, o carinho que procuramos.
    Outras ferem ,matam, e não mais desaparecem, são como espinhos que acabam por infetar,
    Outras são palavras que as sentimos verdadeiras ,mas que não gostamos muito de as ouvir…
    Palavras, frases textos, vão compilando a vida.
    Seja feliz
    Até breve
    Herminia
    comecardenovopt.blogspot.com

  6. Querida amiga

    Como são preciosas palavras assim.
    Não conhecia a autora. Vou procurar o livro
    nestas férias.

    As vezes os silêncios são tempestades
    que crescem em nós…

    Vida plena em teus dias.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s