o meu lugar…

«(…) sentado a certas mesas, no meio de certa gente, e enrodilhado em certas situações, digo eu:
“É quase inacreditável que eu esteja aqui! Como isto me é estranho, hostil e oposto à choupana onde queria e deveria viver!”»
Miguel Torga – Diário III
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

9 respostas a o meu lugar…

  1. Vicente diz:

    Olá Isabel,

    Percebi que tem estado engripada e achacada. Já tinha saudades de sinais de vida “du coté de chez Swan” neste caso de si!

    Rápidas melhoras e alma até Almeida:-)

    Manuel

  2. Vicente diz:

    Querida Isabel,

    Sus admiradores se quéjan del olvidio a que votó esto blogue y con mucha fuerza le piden para que vuelve a escribir en el mismo.

    Ya eatán enterados que Ustéd esta escribiendo un libro fenomenal….lo de la vida de cada dia, péro….perón pompero…no resisti!

    Además de su simpatia le echamos de menos.

    En nombre de sus seguidores

    Manuel Camus, aka Vicente Pessoa

    • Ah, Ah, Ah!!!!! Só o Manuel para me arrancar uma boa gargalhada…
      Já estou bem melhore amanhã já volto ao trabalho, ainda com alguma tosse, mas nada que mereça preocupação. O pior já passou!
      Também tenho saudades… e sei, isso sim, que o Manuel tem escrito e escrito e escrito… tenho que pôr aleitura em dia e sei que estou perdoada por tanto tempo sem dizer nada.
      Beijinho Amigo
      …e agora a sério… obrigada, meu amigo!
      Sempre,
      Isabel

  3. Espero que as palavras do Manuel além de te arrancarem essa boa gargalhada, te devolvam a este canto com a tua escrita que tanto nos diz. As palavras dele merecem. E… já agora, um pouco “egoisticamente” nós também🙂
    Bjs

    • O Manuel é mesmo especial… e cada vez parece mais, alguém que conheço de há longa data, a quem me parece poder ter o à vontade de, de forma bastante civilizada, concordar e discordar sempre que seja preciso. Mas é, ou demosnstra ser sempre, alguém atento e solidário… alguém AMIGO… e é bom.
      Bom também podermos sobretudo em certos momentos, falar com quem nos entenda, ou não, mas, tentando sempre… até ao entendimento possível… acho que me entendes. Não estou muito clara hoje… ou reconheço a consciência de que memso contra vontade, são horas de ir para a cama… que amanhã é dia de levantar cedo e ainda não me recompuz o suficiente!
      … e tu, querida Teresa és outra que tal. Cada um à sua maneira, cada um diferente, mas cada um cheio de força para continuar a lutar pelo que acredita e a incentivar os Amigos a fazer o mesmo!
      Há alturas na vida em que estupidamente nos deixamos limitar pelo medo das interpretações que possam fazer da nossa vida… medo da maldade que tanto teimo em dizer que não existe, quando sei que me engano redondamente.
      Mas, mesmo que seja uma defesa, um idealismo meu… gostava que essa “maldade”, que procuro entender como algo que acontece contra vontade ou consciência de quem a comete… não fosse tão poderosa… ou melhor, que não interferisse com as crenças e posturas de tantos… e por vezes com o próprio arrebatamento e paixão pela vida… e acima de tudo pela escrita e por esta partilha aqui, que me tem dado tanto…
      … mas acho que é só uma fase… e logo, logo decido o que devo fazer…
      … o que é certo é que já recomecei aqui, nos comentários, a deixar fluir!…….. e que se lixe!!!!!!!!!!
      Abraço bem especial para ti minha Amiga
      Um obrigada enorme
      Sempre
      Isabel

  4. João Nuno diz:

    Minha amiga Isabel,
    conheço quase de cor o caminho dos sonhos. E gosto tanto de sonhar que ao ler estas suas palavras só posso fechar os olhos e acreditar que o mundo ainda é nosso e que, como tal, fazem eco os valores de luz que cercam, felizmente, muitas pessoas com tons mil.
    Ainda bem que nos faz pensar na simplicidade do que nos quer transmitir. Um dia gostava de ser assim. E farei caminho.
    Um abraço forte,
    João Nuno

  5. João Nuno diz:

    E…para que todas as horas sejam leves,

    • Obrigada João Nuno… por tanta sensibilidade e presença… por não ter medo e prosseguir no caminho de ser quem é.
      Um beijinho cheio de carinho por tanta juventude cheia de entrega, sonho, fantasia e de verdade no mesmo embarque!
      Força, João Nuno!
      Sempre, Isabel

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s