Promessa

Na clara paisagem essencial e pobre
Viverei segundo a lei da liberdade
Segundo a lei da exacta eternidade.
.
Sophia de Mello Breyner
.
Hoje, dia da Mulher, não sei o que sinta ou o que diga.
Penso nas promessas que não faço aos outros. Não gosto de promessas.
Penso nas promessas que sei dever fazer a mim própria… talvez me conduzam e me ajudem a não desviar caminho!
… e neste eterno questionar-me, identifico-me hoje, mais do que nunca, com este poema de Sophia.
… e que Deus me dê forças!
.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

7 respostas a Promessa

  1. Vicente diz:

    ora viva, a menina Isabel! Há muito que não a víamos por aqui.

    anda bem dispostinha? espero que tenha gozado bem o Carnaval…com serpentinas, desfiles, máscaras exóticas pois o momento está para isso:-)

    bjo amigo

    • OOlha… o meu querido amigo!!!!!! Que bem que me sabe…
      …não a carnavalada a que desde criança não acho muita graça, mas a sua vinda aqui que me é sempre tão agradável e querida!
      … é que de carnaval estamos cheios o ano inteiro, com as palhaçadas mal representadas de quem está no poleiro!… e de que estamos todos fartos!… apetecia-me algo mais sério que mudasse de facto este país.
      Eh, meu amigo, sou eu, eu mesma quem diz… também… porque existe em mim a veia refilona que controlo qb… mas também me sobe a mostarda ao nariz… e estou farta de incompetência, de alarido, de direcções baralhadas e de constrangimento quanto ao que interessa! Quando alguém faz alguma coisa que possa valer a pena, acabam por lhe cortar a raíz…
      …mas vamos ver se estou menos tempo sem vir aqui.
      Faz-me falta escrever… e partilhar com os meus amigos!
      Bjo amigo também
      Isabel

  2. Que Deus lhe dê forças, Isabel! Esse não é um caminho nada fácil.
    Um grande abraço!

    • Bem preciso, Maria João
      … e acho que tomei decisões sérias que não serão fáceis de cumprir e de me darem a tranquilidade obtida pela decisão em si… a tranquilidade não é eterna!
      …mas os males também não! Temos que prosseguir, não é verdade, Maria João?
      Há que tratar da saúde, primeiro… e se possível enquanto procuro progressões nesse caminho, quem sabe descubro formas de me atirar de frente, de cabeça, seja lá como for, mas atirar-me enquanto é tempo… esse que nos escorre entre os dedos.
      Um dia de cada vez, é certo… mas o mais inteira possível, aproveitando todos os pormenores… colhendo deles todas as lições!
      …Brincar, sorrir, cantar, dançar, amar, reflectir, avaliar, mudar, viver!
      Tanto para fazer, Poeta!!!!
      Que bom que continue a vir aqui apesar desta minha tão longa ausência!
      Abraço apertado, minha amiga…
      … e como vai o seu árduo trabalho?
      E essa saúde que lhe prega partidas sem pedir licença?
      Saudades… vou visitá-la ainda hoje, se puder. Já tenho muitas saudades, mesmo!
      Sempre,
      Isabel

  3. Emília Pinto diz:

    Dia da mulher deveria ser todos os dias; não é fácil a vida de uma mulher, principalmente em casa; fica tudo à sua responsabilidade e na maioria das vezes cabe-lhe a função mais importante de todas, mas também muito difícil: cuidar e educar os filhos; não trocaria essa tarefa por nada deste mundo; troquei a minha profissão de secretária pela de Mãe e nunca me arrependi, mas tenho consciência de que é o trabalho de maior responsabilidade, pois está nele a formação dos adultos de amanhã. Promessas aos outros nunca fiz; dou sempre o meu melhor em tudo o que faço e sigo sempre o que o meu coração manda; nunca prometi ir além disto, pois ir além do ” meu melhor” parece-me impossível. A mim mesma, Isabel, prometo todos os dias muitas coisas; tenho consciência de que tenho de mudar em algumas , por mim mesma e por aqueles que me rodeiam; todos os dias à noite digo: amanhã começa um novo dia e com ele começará uma nova Emília…surgirá uma pessoa com mais esperança, uma pessoa a acreditar que tudo mudará…que é só uma questão de tempo. Prometo, mas não tenho sabido cumprir. Sei que só está nas minhas mãos, sei que o meu sorriso e o brilho no meu olhar está a fazer falta a muita gente, mas sei também que é a falta desse brilho numa das pessoas que mais amo na vida que faz com que eu não veja o sol nestes dias lindos a cheirar a primavera. Sei também que essa pessoa precisa do meu sorriso para que aprenda de novo a sorrir, que aprenda de novo a acreditar na vida, mas…tem sido fifícil. Pensando nessas promessas, prometo de novo…começar de novo um novo dia com uma nova atitude. É urgente que eu cumpra a promessa! Um beijinho e tudo de bom, Isabel!
    Emília

    • A Emília é uma grande Mulher… espontânea, honesta, amiga de partilhar…
      … e promessas… são tão difíceis de cumprir, tantas vezes!…
      …mas por vezes uma forma de nos incentivar a fazer algo que nos parece mesmo muito importante!
      Que consiga, Emília, cumprir o que pensa ser necessário para fazer voltar a sorrir quem tanmto ama e tanto necessita de si. Sei que vai ser capaz!
      Um beijinho amigo a desejar toda a força que necessita
      Sempre,
      Isabel

  4. Fernanda Matias diz:

    Olá Isabel

    Que bom que voltou e volltou na altura em que eu, também, estou farta de tudo….

    Quando o sol estiver mais tempo connosco, sei que vou melhorar e encontrar coisas boas na vida. Até lá vou fazendo o que sou capaz.

    Um abraço grande

    Fernanda Matias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s