Arquivos Mensais: Março 2011

Era uma vez… a Primavera

   Esteve um céu azul, luminoso e transparente. A temperatura retomou o afago ameno. E o sol já se faz sentir com algum fulgor… …as árvores, essas que vejo do alto da colina vestem-se de acordo com o seu próprio tempo. Umas, ainda … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , | 6 Comentários

16 de Março

Hoje, sem imagens, uma frase simples e um poema pequeno. A frase, que me foi escrita e que não pedi autorização para publicar aqui, deixo-a hoje sem nome de autor, mas acreditando que quem a escreveu não se importará de a partilhar … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , | 14 Comentários

“A Minha Árvore” e a Catástrofe

Não consigo esquecer o Japão. O sismo. O Tsunami. A destruição. As perdas materiais e humanas. As consequências da catástrofe natural, imensa, aumentada vertiginosamente pela catástrofe criada  pela própria mão humana, através das explosões nucleares, num país onde a alta tecnologia … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | 4 Comentários

A vida continua…

Este espaço, se nos permitirmos sermos espontâneos, para além das reflexões sobre o que vamos postando, ou sobre os comentários que vão surgindo, pode ser importante para detectarmos o quanto determinados sentimentos, uma vez ditos, perdem volume e espaço e … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | 20 Comentários

Função Pública (?) – 2

Hoje, confesso, prefiro ir directa ao título do post e ao sentido com que o usei… Exerço o meu trabalho na Função Pública há 28 anos… Por opção, preferi o sector público ao privado. Acreditava que nele havia uma possibilidade … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 8 Comentários

Função Pública (?)

Hoje, paro aqui um segundo só,  a pensar. Função Pública… Função Pública… Função Pública? E de tanto pensar, num só segundo, ou de tanta emoção me invadir neste espaço curto de tempo, deixo o desafio de que num pouco mais de … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | 12 Comentários

Dormir, tranquila

Chega a hora do cansaço. As pálpebras pesam mais do que consigo suportar, embora possa parecer ou querer que não seja ainda a hora de me entregar vencida, ao sono. Como criança protelo um pouco mais a despedida do dia… dia que … Continuar a ler

Publicado em Uncategorized | Etiquetas | 5 Comentários