Voo

 
Num raio de lua
voarei esquecida
inundada de magia
vestida de pólen
engasgada de solidão
e de palavras soltas
sem nexo.
.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , . ligação permanente.

3 respostas a Voo

  1. Manuel diz:

    Embaciados os gestos

    Que um dia me fizeram sorrir .

  2. João Nuno diz:

    Sabe-me a mel, querida Isabel, voar hoje por este mundo de afectos que é a vida.
    E da vida, nesta noite, retiro o amor como lição de paz. Dizia ontem Moita Flores, no café literário da Covilhã, que “flor rima com amor e tem cheiro”. Belo, não é?
    Um alto voo à paz e ao descanso…para si.
    Beijinhos
    João Nuno

    • É… “flor rima com amor e tem cheiro” mesmo!…
      …tão bom termos a percepção dos sentidos!… e o desejo e possibilidade de procurar a consciência para os descobrirmos e explorarmos mais e mais… ensinam-nos tanto!…
      Um beijinho, amigo, com muito carinho e contente por senti-lo de férias.
      Isabel

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s